Química Analítica Qualitativa

Postado em Atualizado em

Reage com:

-água de cloro => iodo e bromo, sempre o iodo antes do bromo; iodo fica violeta e bromo fica amarelo cerveja (em clorofórmio), já em água o iodo fica marrom e o bromo incolor; interferem na identificação de nitratos, sendo necessário o uso de zinco em pó e ácido acético para eliminá-los e reduzir o nitrato a nitrito;

**em  excesso de água de cloro a solução fica incolor e o bromo converte-se a ácido hipobromoso ou brômico e o iodo a ácido iódico;

-sal de mohr (sulfato ferroso amoniacal – primeiro ferro em meio ácido, e depois o sulfato)=> nitrito e nitrato que reagem e ficam pardos, sendo o nitrato em anel, formando sulfato de nitrosilo ferroso, portanto tem que se eliminar o nitrito com a ajuda da uréia (em meio ácido) e fazer prova específica para nitrato com o sal de mohr (ficará em anel pardo se estiver com bromo e iodo);

- cátion bário => sulfato, carbonato e sulfito reagem formando um precipitado branco; o de sulfato é insolúvel em excesso de ácido, e o carbonato e o sufito é solúvel; para diferenciar carbonato e sulfito, basta adicionar em meio ácido KMnO4 (permanganato de potássio), para que o sulfito vire sulfato e reduza o MnO4 à Mn (de violeta à incolor);

*específica do carbonato e sulfito: água de barita em um tubo, recebe gás carbônico do aquecimento dos íons carbonato ou sulfito em meio ácido (precipitado), ocasionando na turvação da água de barita em outro tubo – ligados por tubo em J; pode-se também utilizar solução de H2O2 com o sulfito para que se oxide a sulfato e somente o carbonato turve a água de barita;

- teste de chama: sódio (amarelo intenso), potássio (violeta), bário (verde de bordos amarelos), estrôncio (vermelho carmim), cálcio (vermelho tijolo – alaranjado), magnésio (incolor);

- ácido perclórico: potássio, na presença de etanol, dando um precipitado branco;

- base forte: amônio, sob aquecimento, ocasiona na liberação de amônia que testada com papel tornassol fica azul;

- reagente de nessler (HgI4): amônio, em meio básico, dá um precipitado marrom;

** Grupo carbonato de amônio: Ca, Mg, Sr e Ba (valência 2+)

- carbonato de amônio + cloreto de amônio: bário, estrôncio e cálcio dando precipitado branco que em excesso de ácido é diluído;

- oxalato de amônio ( (NH4)C2O4 ): bário, estrôncio e cálcio dando precipitado branco que em excesso de ácido é diluido (mais dificil com acético), menos no caso do cálcio;

- dicromato de potássio (K2Cr2O7): bário forma um precipitado amarelo e o cálcio e estrôncio não; específica do bário.

- sulfato de amônio ( (NH4)2SO4): bário, estrôncio e cálcio formam precipitado branco; específica do estrôncio, sendo o estrôncio e o bário insolúveis em excesso de reagente, cálcio de difícil precipitação, e o bário sem estar em excesso de reagente se solubiliza.

- fosfato ácido de sódio (Na2HPO4): magnésio, com hidróxido de amônio, dá precipitado branco de cristais de fosfato amônico de magnésio ( Mg(NH4)PO4) ;

** Grupo sulfato de amônio: Al, Cr, Fe, Mn, Ni, Co e Zn (valência 3+):

- hidróxido de sódio: alumínio (ppt branco), cromo e níquel (ppt verde), ferro (ppt marrom avermelhado – insolúvel em excesso e solúvel em ácido), manganês (aquecer, dá ppt branco – pode oxidar se não aquecido e dar uma solução marrom pardacenta), cobalto (ppt azul – em excesso, ppt rosa com aquecimento ou marrom pardacento sem aquecimento) e zinco (ppt branco – em excesso, dilui – com ácido reprecipita e com excesso de ácido dilui novamente);

- hidróxido de amônio: alumínio (ppt branco que em excesso é diluido), cromo (ppt verde-maçã que em excesso fica ppt de cor violeta – forma complexo),  ferro (ppt marrom pardacento, insolúvel em excesso e solúvel em ácido), manganês (ppt branco que se solubiliza com cloreto de amônio ou impede a pptção), níquel (ppt verde que em excesso solubiliza e fica azul – forma complexo), cobalto (ppt azul que fica amarelo pardacento em excesso – forma complexo) e zinco (precipitado branco que em excesso forma complexo incolor);

- peróxido de hidrogênio/água oxigenada: cromo (em complexo formado pela utilização do hidróxido de sódio em excesso, froma cromato amarelo), manganês (ppt marrom pardacento, que sob aquecimento e em meio ácido é solubilizado e reduzido pelo H2O2 em excesso), cobalto (em meio básico, ppt marrom pardacento que, como o Mn, se dissolve em excesso);

- sulfeto de amônio: alumínio (ppt branco), cromo (ppt verde), ferro/níquel/cobalto (ppt preto), manganês (ppt rosado) e zinco (ppt branco); prova específica do zinco.

- morina (específica do alumínio): alumínio (verde fluorescente em luz negra);

- ácido percrômico (específica do Cr quando em complexo formado pelo NaOH em excesso): composto azul após aquecimento com H2O2 e excesso de H2O2 em meio ácido;

- tiocianato de amônio ( (NH4)SCN) – específica do ferro e cobalto: ferro (solução vermelho sangue) e cobalto (solução azul); quando em conjunto eliminar o ferro com o uso de flúor ficando incolor;

- reação de Volhard (PbO2) – específica do manganês: solução violeta intenso;

- DMG (dimetilglioxima) – específica do níquel: solução vermelho maravilha;

- ferricianeto de potássio – específica alternatica para o zinco: dá precipitado mostarda (complexo);

Resumo baseado nas aulas ministradas e na apostila da Profa. Dra. Thais Vitoria da Silva Reis e Dra. Omara Cussigh, no curso de 1˚ ano de Farmácia e Bioquímica das Faculdades Oswaldo Cruz. E também nas anotações e resumos de M.Z.V* e J.P*.

* Agradeço por ceder as anotações.

About these ads

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s